Resina composta premium, fotopolimerizável e submicrométrica à base de silicato de zircônia.
Mais informações

Descrição

Com Vittra APS, da FGM, você tem todos os recursos estéticos em um sistema simplificado de 16 cores. São duas seringas inovadoras, que proporcionam menor risco de contaminação cruzada, com fechamento em dois tempos para maior segurança de vedação, além de reduzir o desperdício de material. Faça o teste. Você não vai mais querer trabalhar com outra resina.

SISTEMA DE CORES:
O conceito de cores da resina Vittra APS tem o objetivo de organizar e simplificar toda a evolução das resinas compostas. Com um número de cores reduzido, porém consistente, Vittra APS disponibiliza as cores mais utilizadas em restaurações, sejam elas simples ou complexas.

TRANS OPL: A ESTÉTICA ALIADA À RESISTÊNCIA.
A Trans OPL foi desenvolvida visando restabelecer a estética da incisal dos dentes anteriores, por apresentar opalescência e translucidez, características estas, compatíveis com a naturalidade dessa região. Ainda, e tão importante quanto, houve um aumento significativo das propriedades mecânicas fazendo com que a resina suporte cargas mastigatórias e movimentos excursivos sem desgaste demasiado, contribuindo para manutenção da beleza e longevidade da restauração. Acompanhe abaixo os estudos realizados com a nova Trans OPL comparada a concorrentes. Todos os ensaios foram realizados pelos professores Rodrigo Reis (Instituto Rz) e Prof. Paulo Quagliatto (UFU).

SILICATO DE ZIRCÔNIA FAZ TODA A DIFERENÇA NA RESTAURAÇÃO.
Vittra APS é composta por cargas submicrométricas de silicato de zircônia, com tamanho médio de partículas de 200nm. Seu formato, conteúdo e tipo de carga contribuem para a obtenção de elevadas propriedades mecânicas e alta estética, que são evidenciadas pela facilidade em obter polimento e longevidade de brilho.

POLIMENTO E ALTO BRILHO:
Vittra APS é capaz de produzir superfícies extremamente polidas e manter este polimento mesmo após desafio ácido, o que contribui para a longevidade funcional e estética da restauração. Este desempenho se deve principalmente à natureza e tamanho das partículas de carga e a associação com uma matriz polimérica altamente resistente ao desgaste.

Resistência ao desgaste e manutenção de brilho são propriedades que dependem intrinsecamente das propriedades mecânicas do compósito, do tipo de esforço a que é submetido e das propriedades oferecidas pelos elementos de carga que o compósito contém. Vittra APS apresentou a maior dureza superficial dentre os compósitos participantes do ensaio, apresentando valores que surpreendem. Tal dureza tem origem na qualidade, morfologia e teor das cargas utilizadas bem como na qualidade do polímero formado e sua interação com tais cargas.

MAIS RESISTÊNCIA E BRILHO:
A carga submicrométrica esferoidal de silicato de zircônia presente na resina favorece um alto desempenho mecânico e é ainda a chave para uma maior resistência ao desgaste e estética, pois atuam como defletores de impacto sobre a superfície. Vittra APS foi o único compósito a não apresentar aumento da rugosidade superficial após escovação simulada. Esse resultado demonstra a elevada resistência à abrasão e reflete as propriedades já esperadas devido ao alto valor de Dureza Knoop que o produto possui. Do ponto de vista prático, vemos que Vittra APS teve aumento da lisura da superfície, o que explica sua manutenção de brilho a longo prazo.

Além das propriedades óticas e estéticas que são esperadas em um bom compósito restaurador, é também deveras importante a resistência à abrasão que o material
apresenta pois dela dependerá a longevidade do trabalho realizado, tanto do ponto de vista estético quanto funcional. Vittra APS foi o único compósito a não apresentar aumento da rugosidade superficial após escovação simulada. Este resultado demonstra a elevada resistência à abrasão e reflete as propriedades já esperadas devido ao alto valor de Dureza Knoop que o produto possui. Do ponto de vista prático vemos que Vittra APS teve aumento da lisura da superfície, o que explica sua manutenção de brilho a longo prazo.

EXCELENTES PROPRIEDADES CIENTIFICAMENTE COMPROVADAS
A Resistência a Flexão é uma propriedade mecânica que permite avaliar a resistência à fratura da resina. É uma das propriedades que retrata a qualidade do compósito formado após a polimerização, resultado da importante relação entre a matriz polimérica e as cargas utilizadas e da capacidade dos fotoiniciadores de conversão dos monômeros em polímero. O resultado mostra que Vittra APS apresenta excelente resistência a flexão, comparável ou superior a produtos já bem conhecidos no mercado.

JÁ OUVIU FALAR EM TECNOLOGIA DE FOTOPOLIMERIZAÇÃO? VITTRA APS EXPLICA PARA VOCÊ.
Já pensou em ter mais tempo de trabalho durante restaurações diretas? Trabalhar com uma resina composta menos sensível à luz do ambiente e do refletor é um grande benefício, principalmente ao construir restaurações complexas. E se essa mesma resina composta mantivesse sua cor e opacidade antes e após fotopolimerizar, aumentando a previsibilidade do resultado? Com a tecnologia APS isso é possível, e os benefícios são alcançados sem a necessidade de um fotopolimerizador específico.

TECNOLOGIA APS COMPROVADA!
Previsibilidade total de cor e opacidade antes/após a fotopolimerização.
A grande maioria dos compósitos dentais existentes no mercado tem como fotoiniciador a Canforoquinona, a qual invariavelmente apresenta como efeito adverso a imposição de certo tom alaranjado à resina enquanto não polimerizada e o desaparecimento desta cor quando a resina é fotopolimerizada. Na prática temos que a resina antes de polimerizada tem coloração diferente do dente e que o profissional deve desenvolver a habilidade de prever a migração da cor para menos amarelo após a polimerização. O sistema APS permitiu mudar completamente esta característica de alteração da cor após a fotopolimerização.

Maior tempo de trabalho em ambiente iluminado sob a luz do refletor.
Adequado tempo de trabalho também é uma propriedade importante dos compósitos dentais, pois influencia diretamente no tempo que o profissional tem disponível para manipular a resina e fazer as esculturas necessárias durante uma restauração direta. Percebe-se no gráfico de DSC que o sistema APS proporciona para a resina Vittra APS um maior tempo de trabalho quando comparado a concorrentes com sistemas iniciadores convencionais.

RESINA LIVRE DE BISFENOL A: TECNOLOGIA EM PROL DA SAÚDE
Alguns estudos apontam a interferência do composto Bisfenol-A (BPA) no sistema endócrino e no desenvolvimento fetal e infantil, além de problemas reprodutivos. Embora a quantidade de BPA liberada na saliva por materiais resinosos seja milhares de vezes menor do que a dose limite de segurança3, há uma tendência da eliminação do BPA dos produtos odontológicos restauradores.

Aderindo à tendência de materiais livres de BPA (BPA-Free), VITTRA APS não possui em sua formulação os monômeros que são sintetizados a partir deste composto, estando em consonância com órgãos reguladores internacionais. A base orgânica da resina conta com os monômeros UDMA e TEGDMA, que não liberam esta substância na saliva.

Apresentação

Refil seringa com 4g: DA1 / DA2 / DA3 / DA3,5
/ EA1 / EA2 / EA3 / EB1 / E-BLEACH.
Refil seringa com 2g: DA0 / DA4 / DA5 / VM /
VH / Trans OPL / Trans N.

DA1, DA2, DA3, EA1, EA2, Trans N
+ Ambar APS + Condac 37.

DA0, DA1, VH, E-Bleach e Trans OPL
+ Ambar APS + Condac 37 + Diamond Excel.

Características e Vantagens

SISTEMA APS
– Maior tempo de trabalho em campo operatório iluminado.
– Ativado por todos os fotopolimerizadores emissores de luz azul.
– Previsibilidade de cor da resina mesmo antes de fotopolimerizá-la.

SILICATO DE ZIRCÔNIA ESFEROIDAL
– Alta resistência mecânica.
– Facilidade na obtenção e manutenção de polimento e brilho.
– Excelente consistência.

BPA FREE
– Segurança que excede os requisitos normativos para materiais resinosos.

• Produto com certificação CE (Certificação Europeia)

Indicações

  • - Restaurações diretas de dentes anteriores e posteriores (todas as classes);
    – Facetas diretas em resina composta;
    – Colagem de fragmentos de dentes;
    – Confecção de núcleos de preenchimento;
    – Ancoragem de dentes (esplintagem);
    – Redução ou fechamento de diastemas;
    – Correção da forma de dentes (ex: conóides);
    – Reparos em porcelana e/ou compósito;
    – Restaurações indiretas como inlays, onlays e facetas.

Tabela 1: disponibilidade de cores, por quantidade apresentada, versus o tempo de polimerização e translucidez.

 

tabela-04

*Considerando equipamento fotopolimerizador com potência de 450mW/cm2 e comprimento de onda de 400 a 500nm.

Passo a Passo

Seleção da cor:

Para seleção da cor da resina que seja compatível com a dos dentes naturais, faça uma profilaxia. Os dentes devem estar limpos e hidratados, sem isolamento, uma vez que a desidratação pode alterar a cor dos dentes.

Aplicação do produto:

Passo 1

Faça o isolamento do campo operatório. O isolamento deve garantir um campo operatório livre de umidade, limpo e visível durante todo o tratamento. Se necessário, faça isolamento absoluto;

Passo 2

Faça o preparo para a execução de restaurações adesivas diretas;

Passo 3

Faça o condicionamento ácido, utilizando o Condac 37 (FGM), dos tecidos (esmalte e dentina) por 15 segundos. Após, lave com água em abundância removendo todo o ácido da superfície e seque gentilmente o esmalte, deixando a dentina úmida;

Passo 4

Aplique o sistema adesivo de acordo com as recomendações do fabricante;

Passo 5

Para a inserção e fotopolimerização da resina composta, a técnica incremental é recomendada, pois permite melhor desempenho do material. Incrementos de até 1,5mm devem ser inseridos na cavidade, conformados e fotopolimerizados pelo tempo específico recomendado a cada cor;

Passo 6

Preencha a cavidade incrementalmente até que a restauração esteja concluída;

Passo 7

Pode-se utilizar um gel bloqueador de oxigênio na camada mais superficial antes da fotopolimerização da última camada visando isolar a superfície de contato com o ar, permitindo a total polimerização da resina e abertura de brilho.

Passo 8

Para o acabamento, podem ser utilizados os discos de lixa Diamond Pro (FGM) ou brocas de fina granulação e, para polimento, recomenda-se a utilização dos discos de feltro Diamond Flex (FGM) e pastas de polimento Diamond Excel (FGM).

Nota:

Cheque a oclusão antes de concluir o procedimento. Restaurações em supraoclusão podem promover dor e submeter o material restaurador a falhas.

Informações ao Profissional

INFORMAÇÕES AO PROFISSIONAL PRECAUÇÕES E CONTRAINDICAÇÕES

• Este produto é fabricado para ser utilizado somente conforme o manual de instruções.
• Em casos de reações alérgicas ao produto suspenda o uso.
• Evite o contato do produto não polimerizado com a pele, mucosa e olhos. Quando ainda não polimerizado, o produto pode provocar um efeito ligeiramente irritante e promover uma leve sensibilização devido aos metacrilatos. Sugere-se o uso de luvas e demais EPI´s ao manipular o produto.
• Sensível à luz. Manter o produto sempre fechado quando não estiver em uso. Após extrudar o produto para fora da seringa, o conteúdo deverá ser utilizado rapidamente.

CONSERVAÇÃO E ARMAZENAMENTO

• O produto deve permanecer em sua embalagem original sempre bem fechada.
• Proteger da incidência da luz solar direta.
• Armazene o produto em temperaturas de 5 à 30ºC / 41-86ºF.
• Não congelar o produto

ADVERTÊNCIAS

• Todo produto odontológico deve ser utilizado unicamente por profissionais autorizados.
• Não utilizar o produto se estiver fora do prazo de validade.
• Para o descarte do produto siga a legislação de seu país.
• Manter fora do alcance de crianças.