Whiteness Perborato é um sistema clareador desenvolvido exclusivamente para o clareamento de dentes não vitais à base de perborato de sódio e peróxido de hidrogênio a 20%.
Mais informações

Descrição

• Whiteness Perborato é um sistema clareador desenvolvido exclusivamente para o clareamento de dentes não vitais por meio da técnica de curativo de demora (Walking BleachTechnique). O produto combina a ação de perborato de sódio em pó misturado a uma solução de peróxido de hidrogênio a 20% que juntos formam uma pasta com excelente poder de clareamento. Como diferencial, Whiteness Perborato possui característica de formar uma pasta de consistência ideal para ser aplicada na câmara pulpar sem o inconveniente de escorrer e dificultar o processo de selamento provisório do dente.

Apresentação

Embalagem contendo:
• 1 frasco com 10g de pó (perborato de sódio).
• 1 frasco com 8g de líquido (peróxido de hidrogênio a 20%).
• 1 colher dosadora para o pó.
• 1 manual de instruções para o profissional.

Características e Vantagens

• Fácil homogeneização. O pó do perborato é moído, sendo o mais fino do mercado. Possui espessante na sua composição.
• Facilidade de aplicação.
• Eficaz, Whiteness Perborato atua na remoção de pigmentos indesejáveis de dentes desvitalizados.
• Segurança: produtos à base de perborato de sódio são seguros para o clareamento de dentes não vitais.
• Versatilidade na formação da pasta. Pode ser misturado na proporção de 1 parte de pó para 1 de peróxido de hidrogênio ou 2 porções de pó para 1 gota de peróxido.
• Várias opções de mistura. Pode ser misturado com peróxido de hidrogênio que acompanha o produto, com água destilada ou soro fisiológico.
• Viscosidade ideal após homogeneização.
• Fase líquido: peróxido de hidrogênio a 20%.
• pH alcalino.

Indicações

• O produto Whiteness Perborato é indicado para o clareamento de dentes desvitalizados escurecidos, geralmente como consequência de tratamento endodôntico ou trauma. Deve ser feita uma criteriosa avaliação do tratamento endodôntico, se há estrutura coronária suficiente para o clareamento dental, ausência de restaurações amplas no dente a ser clareado, acesso adequado à câmara pulpar e ausência de problemas periodontais.

Passo a Passo

Antes de iniciar o tratamento leia com atenção as advertências, precauções, contraindicações e possíveis efeitos colaterais.

Passo 1

Certifique-se clínica e radiograficamente se o tratamento endodôntico está adequado. Registre a cor do dente a ser clareado através de uma escala de cor e/ou fotografia antes de iniciar o clareamento.

Passo 2

Faça a abertura da câmara pulpar e limpe-a completamente, removendo todo o material restaurador.

Passo 3

Remova 3 a 4mm de material obturador do conduto radicular e faça um selamento cervical de aproximadamente 2mm (recomenda-se usar ionômero de vidro Maxxion R (FGM) ou um cimento de fosfato de zinco. O selamento deverá estar 1 a 2mm abaixo da margem cervical e tem o objetivo de evitar a passagem de clareador para o periodonto. O selamento cervical é uma etapa crítica do processo e deve prover um selamento perfeito.

Passo 4

Prepare a pasta de Whiteness Perborato misturando 2 porções rasas de pó (fase 1) com 1 gota de solução de peróxido (fase 2).
Notas:
1 – Como alternativa, a fase líquido (peróxido a 20%) pode ser substituída por água destilada ou soro fisiológico. Nesta opção, a ação do produto pode ser ligeiramente mais lenta, embora o resultado final seja o mesmo.
2 – Caso deseje uma mistura menos viscosa, utilize a proporção de 1 porção de pó para 1 porção de líquido. Utilize uma superfície de vidro ou plástico e uma espátula limpa para a mistura.

Passo 5

Aplique Whiteness Perborato no interior da câmara pulpar. Prepare uma pequena bolinha achatada (ou tela) de algodão e posicione-a na cavidade sobre o clareador. Na seqüência, sele a cavidade com material restaurador. Verifique a oclusão do paciente em movimentos de protrusão e lateralidade. O contato prematuro pode fraturar a restauração provisória e/ou o dente.

Passo 6

Avalie o caso após 3 ou 4 dias. Caso seja necessário, repita as aplicações reavaliando sempre em 3 ou 4 dias. O número de aplicações pode chegar até 8 vezes, conforme a evolução do caso.

Notas:
1 – Observe sempre a evolução dos resultados após cada aplicação. Se de uma aplicação para outra os resultados não evoluírem, então há evidência de que o clareamento chegou ao seu limite.

2 – Caso não se obtenha resultado ou se a evolução do clareamento for muito lenta, verifique se todo o material restaurador da câmara pulpar foi efetivamente removido. A remoção incompleta de material restaurador no interior da câmara pulpar pode evitar a ação do clareador prejudicando assim o clareamento.

Passo 7

Concluído o tratamento clareador, recomenda-se aguardar, no mínimo, uma semana para realizar a restauração definitiva.

Notas:
1 – Oriente o paciente sobre a fragilidade do dente não vital em tratamento e previna eventual fratura acidental.
2 – Para casos de dentes não vitais demasiadamente fragilizados por remoção da estrutura dental, recomenda-se a implantação de um pino de reforço intraradicular Whitepost (FGM).

Perguntas Frequentes

Qual a técnica recomendada para utilização do produto Whiteness Perborato?

Whiteness Perborato é um sistema clareador desenvolvido exclusivamente para o clareamento de dentes não vitais por meio da técnica de curativo de demora (Walking Bleach Technique).

Qual a indicação do produto?

Whiteness Perborato é indicado para o clareamento de dentes desvitalizados escurecidos, geralmente como conseqüência de tratamento endodôntico ou trauma.

A fase líquida de Whiteness Perborato pode ser substituída por outro veículo?

Como alternativa, a fase líquido (peróxido a 20%) pode ser substituída por água destilada ou soro fisiológico. Nesta opção, a ação do produto pode ser ligeiramente mais lenta, embora o resultado final seja o mesmo.

Qual a proporção recomendada para a formação da pasta de Whiteness Perborato de sódio?

Para a formação de uma pasta mais viscosa, utiliza-se a proporção 1:1 e para uma pasta menos viscosa utiliza-se 2:1, pó e líquido respectivamente. As concentrações de peróxido são alteradas ligeiramente, porém o resultado final do clareamento permanece inalterado.

Após a primeira aplicação do produto, o caso clínico deve ser reavaliado em quantos dias?

Após 3 a 4 dias. Se houver necessidade, aplique novamente o produto.

Informações ao Profissional

Precauções e Contraindicações

Este produto contém contraindicações. Consulte manual de instruções.

• O uso durante a gravidez ou em lactantes não é recomendado.
• O produto não é recomendado para pacientes que tenham histórico de reabsorção dental externa e/ou interna.
• Sempre verifique radiograficamente a condição de saúde do elemento dental antes de iniciar o tratamento. Caso seja detectada alguma anomalia verifique se esta pode ser tratada antes.
• Não utilizar a técnica e o produto em casos de rizogênese incompleta.
• Em casos de lesões periapicais deve haver o acompanhamento e avaliação de um endodontista.
• Dentes que tenham sofrido trauma podem sofrer reabsorção radicular pelo próprio efeito do trauma. O clareamento de elementos com este histórico deve ser feito com redobrada atenção e com a consciência de que uma falha no processo de clareamento pode potencializar ou desencadear o processo de reabsorção.
• O produto não é recomendado em casos de calcificação da câmara pulpar e do conduto radicular.
• Dedique bastante atenção para obtenção de um eficiente selamento cervical. Este elemento será responsável por evitar que o peróxido chegue à porção radicular do dente e, consequentemente, aos ligamentos periodontais. Falha neste selamento pode levar a processos de reabsorção radicular.
• Não se recomenda o uso de calor direto para aceleração do processo de clareamento. A combinação de técnicas de uso externo (clareamento com peróxido de hidrogênio a 35%, por exemplo) pode ser feita, mas, cada produto deve ser aplicado conforme sua diretiva.
• Utilize somente a solução de peróxido que acompanha o produto. Outras soluções mais concentradas ou com outros aditivos podem resultar em reações diferentes das previstas para o produto e não são recomendadas.
• Em casos de traumatismos pode ocorrer recidiva da cor após o clareamento.
• Informe o paciente sobre as possibilidades de sucesso e insucesso no clareamento. Previna a possibilidade de frustrar a expectativa do paciente.
• Dentes com colorações específicas (castanho intenso, cinza ou manchados com tetraciclina) assim como dentes de pacientes com idade mais avançada podem ter resposta mais lenta ou inferior ao processo de clareamento.
• Dentes não vitais em tratamento clareador apresentam sua estrutura fragilizada devido à remoção do material restaurador do interior da câmara pulpar. Oriente o paciente para que tome cuidado e previna fratura acidental do elemento.

Conservação e Armazenamento

• Armazene o produto em temperaturas entre 5°C-25°C.
• Não congelar o produto.
• Proteger de incidência a luz solar direta.
• Validade: 2 anos a partir da data de fabricação.

Efeitos colaterais

• Durante o tratamento pode ocorrer certa sensação de pressão no interior do dente, oriunda da formação de gases no processo de decomposição do peróxido.
• O incorreto vedamento cervical do conduto radicular pode permitir a chegada de peróxido até os ligamentos periodontais, causando dor e até reabsorção radicular. Oriente o paciente para que ele informe qualquer sensação de dor no elemento em tratamento e faça a correção ou tratamento imediato neste caso.