Ambar é um sistema adesivo fotopolimerizável para esmalte e dentina, responsável pela união entre a estrutura dental e materiais restauradores.
Mais informações

Descrição

Ambar é um sistema adesivo fotopolimerizável para esmalte e dentina, responsável pela união entre a estrutura dental e materiais restauradores. Classificado como adesivo convencional de dois passos, Ambar combina primer e adesivo em um só frasco, sendo necessário condicionamento ácido previamente à aplicação do adesivo. Entre as principais características de Ambar, estão a elevada resistência de união imediata e pós-ciclagem (sobre dentina e esmalte), elevada estabilidade química e resistência do filme adesivo gerado após polimerização e a adequada capacidade de penetração dos monômeros nas fibras colágenas de dentina úmida desmineralizada. Estes e outros fatores contribuem para que se possa obter maior longevidade e segurança em trabalhos adesivos.

Apresentação

• 6ml de primer + adesivo.
• 1 manual de instruções para o profissional.

• 4ml de primer + adesivo.
• 1 manual de instruções para o profissional.

Características e Vantagens

• Com MDP: o MDP faz a ligação química que, somada a adesão mecânica presente no produto, concede ao Ambar um potencial superior de adesão.
• Elevada resistência adesiva.
• Contém nanopartículas de sílica tratada, conferindo maior estabilidade e resistência ao filme adesivo.
• Apresenta características químicas que garantem a qualidade da polimerização (mesmo em ambiente com alta umidade) e conseqüente longevidade do filme adesivo.
• Sistema com solventes e monômeros balanceados que conferem elevada afinidade pela superfície da dentina úmida e desmineralizada, contribuindo para a penetração adequada do adesivo e formação de uma boa camada híbrida, resultando assim em elevada força adesiva e qualidade de adesão.
• Combinação de primer e bond no mesmo frasco, simplificando as etapas.
• Solvente a base de etanol.
• Não é necessário agitar o frasco antes do uso.
• Sistema adesivo fotopolimerizável convencional de dois passos.
• Técnica do condicionamento ácido total.
• Primer e adesivo em um só frasco.
• Elevado poder de resistência adesiva.
• Contém nanopartículas que conferem maior estabilidade e resistência ao filme adesivo.
• Solvente a base de etanol.
• Produto com certificação CE (Certificação Europeia)

Indicações

• Todas as classes de restaurações diretas com compósitos (classes I, II, III, IV e V) e cimentos ionoméricos fotopolimerizáveis.
• Cimentação adesiva (em conjunto com cimento resinoso) de peças protéticas (pinos intracanais/núcleos, coroas, onlays/inlays e facetas) em fibra de vidro, cerômero, cerâmica, resina e metal.
• Reparos adesivos em cerâmica e compósitos.

Passo a Passo

Passo 1

A superfície a ser restaurada deve ser limpa e então condicionada com ácido fosfórico a 37% Condac 37 (FGM) por 15 segundos (mesmo tempo para esmalte e dentina). É importante a obtenção de isolamento do dente, seja com isolamento absoluto ou com relativo eficiente (conforme o caso).

Passo 2

O ácido é removido com jatos de água em abundância.

Passo 3

Com auxílio de um microaplicador Cavibrush (FGM), o adesivo é então aplicado em superfície úmida, esfregando a primeira gota do produto por 10 segundos. Em seguida, nova camada de adesivo é aplicada na mesma superfície por mais 10 segundos.

Passo 4

Aplica-se então jato de ar por 10 segundos, o que contribui para evaporação do solvente e, consequentemente, para o aumento da adesão.

Passo 5

O adesivo é então fotopolimerizado por 10 segundos e procede-se a restauração.

Obs: em aplicação intracanal do adesivo, o tempo de fotoativação deve ser estendido para 20 segundos.

Perguntas Frequentes

De que maneira a incorporação de nanopartículas de sílica na formulação do adesivo auxilia na longevidade da união?

A presença das nanopartículas no Ambar aumenta a dureza do polímero formado após polimerização em até 45%, contribuindo para a maior resistência e estabilidade do filme adesivo.

Por que são indicadas duas camadas de adesivo no modo de aplicação?

Ao aplicar duas camadas do adesivo observa-se um aumento da resistência de união devido à maior penetração do adesivo na camada de fibras colágenas, e ocorre diminuição da nanoinfiltração, devido ao perfeito selamento da interface.

Para aplicação de adesivo em dentina, a superfície deverá estar úmida. E para restaurações em esmalte?

Para restaurações sobre esmalte, a superfície poderá estar seca ou úmida, pois pequena quantidade de água não irá interferir no adesivo. Ao contrário do mecanismo de união que ocorre em dentina (camada híbrida), a união sobre o esmalte ocorre pelo embricamento do adesivo nas microrretenções geradas pelo condicionamento ácido. Basta que não se tenha um excesso muito grande de água nestas microrretenções para que o mecanismo funcione normalmente, e sendo assim, a superfície poderá estar seca ou úmida.

Quais são as indicações do produto?

Ambar é indicado para união de restaurações diretas (compósito ou ionômero fotopolimerizável) a esmalte e dentina, cimentação resinosa (uso combinado a cimentos resinosos) e reparos adesivos em cerâmica e compósito.

Informações ao Profissional

Precauções e Contraindicações

Este produto contém contraindicações. Consulte manual de instruções.

• Antes da aplicação do adesivo, certifique-se de que a superfície da dentina encontra-se levemente brilhante (úmida), porém sem excessos de água.
• O ar utilizado em todo o procedimento deve estar livre de óleo e água.
• O tempo de fotoativação indicado para este produto depende da potência de luz emitida pelo equipamento. Recomenda-se que a densidade de potência do fotopolimerizador seja acima de 400 mW/cm² garantindo a qualidade do polímero gerado e a qualidade da união. O tempo de polimerização deve ser maior quando se utilizar equipamentos com densidade de potência inferior . Não há possibilidade de ocorrer sobrexposição. Aparelhos fotopolimerizadores devem ter sua intensidade aferida com freqüência utilizando-se um radiômetro. Recomenda-se que o paciente e o cirurgião dentista utilizem óculos de proteção durante a emissão de luz azul pela unidade de fotopolimerização.
• Não aplicar adesivo em excesso para não comprometer a qualidade da adesão e prevenir eventuais problemas estéticos e funcionais. O excesso de aplicação de jato de ar também deve ser evitado, prevenindo a incorporação de bolhas no adesivo.
• Não deixe Ambar ao alcance de pacientes e crianças.
• Ambar contém monômeros metacrilatos. Evite usar o produto em pacientes que apresentam alergia aos acrilatos/metacrilatos. Para reduzir o risco, minimize o tempo de exposição dos tecidos dentais a estes materiais não polimerizados.
•Use luvas de proteção durante a manipulação do produto. Caso o produto entre em contato acidental com olhos ou outros tecidos orais, lave com grande quantidade de água.
• Certifique-se de fechar a tampa do frasco após o uso.
• Em cavidades profundas, faça a proteção do complexo dentino-pulpar com um material de forramento ou base cavitária.
• Não use material que contenha Eugenol como base para evitar a cura insuficiente na superfície. A aplicação de concentração elevada de H2O2 também deve ser evitada, pois pode interferir na polimerização do adesivo.
• Não necessita agitação do frasco antes do uso.

Conservação e Armazenamento

• Ambar deve ser armazenado em temperatura entre 15°C-30°C.
• Proteger o produto de contaminação externa.
• O frasco de Ambar deve ser fechado imediatamente após o uso para evitar evaporação do solvente.
• Não exponha o produto à luz intensa ou temperaturas elevadas.
• Não utilizar o produto após o prazo de validade.
• Para limpeza, Ambar pode ser removido com álcool.
• O prazo de validade de Ambar é de 3 anos a partir da data de fabricação descrita na embalagem.

Efeitos colaterais

• Pode haver reação de sensibilização em pacientes sensíveis a quaisquer dos componentes da fórmula do adesivo. Neste caso, o material não deve ser utilizado.

Advertências

• Não utilizar o produto se este estiver fora do prazo de validade. Para descarte do produto siga a legislação de seu país. Não reaproveitar a embalagem vazia. Manter fora do alcance de crianças.

Downloads

Folder - Ambar

Perfil Técnico

Casos Clínicos

Retentores intra radiculares pré fabricados: O passo a passo da rotina clínica (Caso 02) – Pino em fibra anatômico WHITE POST DC Relação entre Periodontia e Prótese na Reabilitação Estética. Restauração direta em passo único REANATOMIZAÇÃO DENTAL PARA MAXIMIZAR A ESTÉTICA DO SORRISO Restauração em dente posterior devolvendo estética e funcionalidade Restauração direta com segurança e praticidade Restaurações diretas em dentes posteriores de forma prática e eficaz. Laminados cerâmicos minimamente invasivos: do planejamento à cimentação Otimização da Estética no Setor Anterior: Laminados Cerâmicos Cimentados com Allcem Veneer (FGM) Resolução de caso anterior com facetas Aliando estética e preservação dos tecidos dentais por meio de laminados de mínima espessura: relato de caso clínico Lentes de contato dental: um protocolo previsível Restabelecimento de função e estética através de lentes de contato e facetas cerâmicas Lentes de contato dentais para harmonização do sorriso Conceito de blindagem corono radicular: instalação de pinos diretos como retentores de restauração extensa Reconstrução de dentes tratados endodonticamente com pino de fibra de vidro e coroa em dissilicato de lítio: relato de caso Obtendo melhores resultados nas reconstruções com pinos de fibra de vidro Recuperação estética e funcional de dentes anteriores através da técnica direta com resina composta nanohíbrida Restauração direta de dente anterior acometido por trauma Reabilitação dental por meio de técnicas diretas Lesão hipoplásica em dente anterior: remoção e restauração direta Restaurações CL V em resina composta direta Restauração direta em dente posterior Laminados cerâmicos para correção de dentes conóides Restabelecimento estético com laminados cerâmicos Transformando sorrisos com a utilização de resinas compostas Recontorno estético anterior com o uso de resinas compostas Substituição de restaurações de resina composta em dentes posteriores Um novo conceito para preenchimento e cimentação de núcleos de fibra de vidro e cerâmicas puras Harmonizando sorrisos por meio de laminados cerâmicos: passo a passo de um protocolo previsível A importância dos cimentos resinosos cromatizados e das pastas try-in na otimização de resultados estéticos