Colagem de Bráquetes Autoligados passivos por sextantes

 

 

SEXO E IDADE DO(A) PACIENTE:

Feminino, 30 anos de idade.

 QUEIXA PRINCIPAL:

Estética geral do sorriso com sensação de maxila estreita e falta de alinhamento dos incisivos.

 AVALIAÇÃO CLÍNICA/RADIOGRÁFICA INICIAL:

Pequeno desalinhamento dentário e restauração inadequada no dente 11. Paciente apresenta discreta classe II subdivisão esquerda. Boas condições periodontais e ausência de alterações radiográficas.

TRATAMENTO EXECUTADO:

 Após o restabelecimento do alinhamento dentário e adequação do corredor bucal, a paciente irá realizar a troca da restauração do dente 11 por laminado cerâmico. Optou-se pelo uso de ORTHOCEM APS para colagem do aparelho. Devido sua menor sensibilidade à luz ambiente, o sistema adesivo permite tempo de trabalho suficiente para instalação dos bráquetes por sextantes e fotopolimerização de todos os bráquetes simultaneamente.
  1. Aspecto clínico inicial.

 

2a e 2b. Condicionamento ácido (Condac 37, FGM) por 30s na face vestibular dos dentes que receberão os bráquetes simultaneamente.

  1. ORTHOCEM APS dispensa o uso de adesivo em esmalte. Com o esmalte seco e os dentes isolados com isolamento relativo, foi realizado o posicionamento dos bráquetes simultaneamente, de 13 a 23. Isso permite comparação da posição das peças entre si e se necessário, correções podem ser feitas antes da fotopolimerização.

 

4a a 4c. Uma vez devidamente posicionados e já sem excessos de cimento, os bráquetes são fotopolimerizados individualmente por 10s em cada margem (40s total por peça). A figura 4c mostra os bráquetes já instalados.

 

5a e 5b. Neste caso, os bráquetes foram instalados em ambos os arcos na mesma sessão. Por isso, o levante de mordida foi realizado imediatamente após a colagem, com pequenos incrementos de ORTHOBITE (FGM) nos molares superiores.

6. Aspecto final do caso após a colagem.

AUTOR(ES):

Suzana Ramos Ferrari e Thiago Roberto Gemeli.

FGM Interativa

Adicionar comentário