Pessoas obesas têm mais chances de ter problemas bucais

A obesidade associada a diabetes pode causar inflamações gengivais e até perda dental

Pessoas consideradas obesas têm mais tendência a desenvolver problemas bucais, em especial inflamações gengivais. Isso porque possuem mais tecido adiposo (especializado no armazenamento de gordura). Esse tecido é responsável, entre outras coisas, por produzir citocinas, substâncias químicas que promovem o aumento de processos inflamatórios. Portanto, quanto mais tecido adiposo, mais citocinas e mais propensão a processos inflamatórios a pessoa terá.

Mas é importante registrar que a obesidade por si só não causa doenças bucais como cárie dentária ou inflamações gengivais. É necessário o acúmulo de placa bacteriana para o desenvolvimento destas doenças. “Porém, se um indivíduo não remove corretamente o biofilme (placa) em sua higienização bucal e é obeso, sim, ele terá mais tendência a desenvolver um processo inflamatório crônico gengival, por exemplo”, diz Afonso LuisPuig Pereira, cirurgião dentista do Instituto Israelita de Responsabilidade Social Albert Einstein.

Além disso, a obesidade tambémpode levar à dificuldade respiratória, o que estimula a respiração pela boca e, consequentemente, a secura bucal (xerostomia), condição que também aumenta a probabilidade de desenvolver cárie e doenças gengivais. “A ingestão moderada de sacarose e substâncias ácidas, aliada com uma correta higiene bucal, diminui a possibilidade de desenvolvimento de doenças como a cárie dentária e erosão dental”, diz Afonso.

Obesidade e a diabetes

Quando a obesidade está associada à diabetes, a saúde bucal requer cuidados ainda mais especiais.As citocinascausam um grande risco de desenvolvimento de inflamação no tecido gengival, o que atrapalha na absorção da insulina, que é o hormônio responsável pela entrada de açúcar nas células. Então, segundo Afonso, a soma dessas duas doenças pode ser um veneno para a saúde bucal e de todo o organismo.

“Quanto mais tecido adiposo, maior a produção e liberação de citocinas que dificultarão a entrada de açúcar nas células. Isso piorará a condição glicêmica do diabético, aumentando o risco de doença periodontal. Por consequência, esta inflamação gengival levará a uma maior produção de citocinas, que são substâncias ligadas aos processos inflamatórios. É doença gerando mais doença”, diz o cirurgião-dentista.

Fonte: Terra.com.br

 

 

FGM Interativa

Adicionar comentário