A-01

Nano P. Eficácia na remineralização e na redução da hipersensibilidade dental.

Desensibilize Nano P é um produto versátil e inovador que visa auxiliar o cirurgião-dentista na resolução de situações freqüentes do cotidiano da prática clínica.

O produto consiste em um agente dessensibilizante e remineralizante desenvolvido com base na tecnologia de fosfato de cálcio nanoestruturado, organizado na forma cristalina de hidroxiapatita – mineral que compõe a estrutura dental.

Além de apresentar características químicas e estruturais semelhantes às da hidroxiapatita natural, Nano P apresenta elevada bioatividade, pois o pequeno diâmetro de suas partículas e sua morfologia aumentam sua área superficial, sua capacidade de hidratação e molhabilidade e sua solubilidade, permitindo que ele libere íons cálcio e fosfato ao organismo (meio bucal) nas concentrações e velocidades adequadas.

A efetividade da pasta baseia-se na sua capacidade de prover íons cálcio, fosfato e fluoreto à superfície desmineralizada do dente, os quais podem se reorganizar na forma de hidroxiapatita, fluorapatita ou fluoreto de cálcio, com resistência ácida semelhante a do dente natural.

Além deste caráter de remineralização, o efeito dessensibilizante baseia-se na capacidade que a camada de hidroxiapatita tem de ocluir os túbulos dentinários, além do efeito de despolarização de fibras nervosas pelo nitrato de potássio.

Nano P atua na prevenção de lesões cariosas em pacientes de alto risco, adultos jovens carieativos , pacientes ortodônticos, idosos, pacientes portadores de necessidades especiais, gestantes e pacientes com xerostomia. Auxilia, também, na prevenção de erosão em pacientes que fazem grande ingestão de alimentos e bebidas ácidas e que fazem uso recorrente de medicamentos.

Contém flúor e nitrato de potássio em sua composição que torna-o indicado, também, para casos de hipersensibilidade dental. Sua viscosidade é excelente e a aplicação é fácil.

Conheça, utilize e recomende Nano P (FGM).

E obtenha sempre os melhores resultados.

Publicado por Pablo Henrique Asenjo de Macedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *