dentias-mulher

Especial Dia das Mulheres: a mulher do futuro na Odontologia

Arquivo pessoal/Jessica Capelo em atendimento ao irmão, Thiago Franco

Arquivo pessoal/Jessica Capelo em atendimento ao irmão, Thiago Franco

“Quando pequena, frequentava o dentista e ficava encantada com a profissão, trazia para casa máscara, gorro, um par de luvas e passava horas colocando ‘massinha’ na boca das minhas bonecas. Conforme fui crescendo, acompanhei mais de perto a profissão. Tive a oportunidade de vivenciar a rotina de um consultório e ver se realmente era o que escolheria para a minha vida. E foi…”. 

Quem dá os primeiros passos na Odontologia já carrega para si a paixão pela profissão e demonstra seus anseios e referências na carreira. Jessica Capelo, de 22 anos, que nos relatou o depoimento acima, acaba de se formar pela Universidade Metodista de São Paulo, em dezembro de 2014, e fala de um futuro em que a maior prioridade é cuidar de sorrisos.

Uma de suas referências profissionais é também uma mulher, Dra. Eliane Queiroz, cirurgiã buco-maxilo-facial, estomatologista e implantodontista – que, em suas palavras, “consegue conciliar a vida corrida do hospital com a sala de aula e faz isso com amor!”.

Para ela, as mulheres se destacam na carreira tanto quanto os homens, embora em sua percepção algumas áreas sejam mais restritas. “Não encaro isso como um preconceito, mas existem especialidades dentro da Odontologia em que homens são a maioria, como a de buco-maxilo. Já ouvi isso de doutoras residentes dentro de hospitais, mas acredito que na prática esta diferença vem diminuindo. Tenho amiga que entrou como R1 [Residência] em buco e está adorando e conquistando o seu espaço”, diz.

Jessica acredita que em 10 anos muitas tecnologias irão surgir para aprimorar os processos das diversas especialidades da Odontologia, tendo como finalidade agilizar qualquer tratamento. Até lá, ela pretende ter finalizado a especialização em Endodontia que está cursando na Faculdade São Leopoldo Mandic, ingressar no mestrado, doutorado e, quem sabe, atuar na área acadêmica.

Se depender de profissionais como a Jessica, que aposta no conhecimento e inovação, o futuro da Odontologia está em boas mãos!

Publicado por FGM Interativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *