dentistaa

Doenças que podem ser detectadas pelo dentista

0625_sabiaCuidar do sorriso é cuidar da saúde. Você sabia que existem doenças que podem ser detectadas pelo seu cirurgião-dentista? Pois é. Estudos na área da Odontologia fazem a relação entre manifestações que ocorrem na boca e problemas de saúde, como os cardiovasculares, diabetes, câncer, AIDS etc.

Isso acontece porque patologias que atingem o organismo impactam as mais diversas partes do corpo e provocam alterações no metabolismo. Por essa razão, a consulta regular no cirurgião-dentista – pelo menos duas ao ano – e o check-up se fazem tão necessários para sua saúde como um todo.

“Muitas vezes as manifestações bucais aparecem antes mesmo de sintomas mais característicos, por isso o reconhecimento delas poderá propiciar o diagnóstico precoce”, explica a consultora técnica da FGM, a dra. Rafaella Zinelli. Desta maneira, aumentam-se as chances de tratamento e em alguns casos até a sobrevida do paciente.
E ela ainda avisa que “o cirurgião-dentista deve estar apto a identificar manifestações bucais suspeitas e encaminhar o paciente a um especialista para a realização de exames mais específicos.

Confira abaixo os sintomas bucais de algumas doenças:

Aids: A doença afeta o sistema imunológico e alguns sinais ou lesões são produzidos na boca por bactérias, fungos e vírus. Áreas esbranquiçadas, inflamações na gengiva e ferimentos na mucosa interna da bochecha são alguns destes sintomas;

Bulimia: O ato de vomitar traz o ácido clorídrico do estômago para a boca, causando destruição dos tecidos dentários e produzindo lesões na mucosa. Outras manifestações podem ser averiguadas como a incidência de cáries, bruxismo, hipersensibilidade dentária e alterações do fluxo salivar.

Câncer: O paciente com câncer também pode ter aumento da sensibilidade e sentir dores ao receber uma fraca batida no dente. Vários tipos de câncer malignos podem ser observados na boca. A leucemia e o linfoma, por exemplo, produzem o aumento das gengivas e com isso podem aparecer lesões, como verrugas.

Cirrose hepática: Bolhas, erosões e outras lesões podem aparecer na boca, quando o paciente tem cirrose. O céu de boca e a região embaixo da língua ficam pálidas. Outro fato que o cirurgião-dentista pode observar é a forte halitose, conhecida como odor hepático.

Diabetes: O hálito com cheiro similar ao de frutas envelhecidas, característico de quem possui diabetes, além da gengivite crônica e doença periodontal crônica são fatores relevantes que podem ser verificados.

HPV (Papilomavírus Humano): Outra doença sexualmente transmissível (DST), ela pode ser detectada quando há a presença de lesões tipo couve-flor no interior da boca, que são pequenos nódulos rosados ou esbranquiçados.

Osteoporose: Ela pode se manifestar oralmente de várias formas. Pode haver diminuição da massa e densidade óssea, dificuldades de adaptação de próteses e implantes dentários, pois acontece uma redução excessiva do rebordo alveolar – estrutura anatômica que tem como função o alojamento das raízes dos dentes.

Caso apresente algum deles, procure seu cirurgião-dentista. Cuide de sua saúde!

Publicado por FGM Interativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *