pacientes

Como fidelizar seus pacientes em cinco etapas

0324_fidelizarPontualidade, apresentação profissional, compreensão e atendimento às expectativas do paciente são alguns dos itens indispensáveis para que ele volte ao seu consultório. Tais atitudes fazem ainda mais diferença no Brasil, país que segundo o Conselho Federal de Odontologia (CFO) tem aproximadamente 264,5 mil profissionais, 20% de todos os dentistas do planeta.

Para que possa oferecer o melhor ao seu cliente em cada processo, a Dra. Edméa Lodovici – Gestora da Clínica Lodovici Odontologia Integrada e Doutora em Biomateriais e Biologia Oral pela USP – dá cinco dicas de como alinhar o seu consultório:

Autoconhecimento é o primeiro passo

Antes de mais nada, o profissional deve enumerar os seus pontos fortes e também conhecer seus pontos fracos, a fim de saber contorná-los. Autoconhecimento é fundamental para isso.

Atenção ao cliente!

A primeira consulta é a mais importante de todas. Dispense pelo menos uma hora para ter conhecimento básico do histórico odontológico do paciente. Todos gostam de ser ouvidos, sobretudo quando se trata da área da saúde. Anote tudo o que ele informar e se interesse por suas preocupações, expectativas e receios.

Organização é fundamental

É importante criar uma estrutura organizada e informatizada para ter todos os dados dos seus pacientes devidamente cadastrados, ou seja, um prontuário digital. Ele informará automaticamente quais são os pacientes que devem retornar naquele mês.

… e planejamento também

Monte um bom plano de tratamento e o apresente de forma organizada e de fácil entendimento. Este é um dos pontos chave para a fidelização.

Verbalize os seus conhecimentos

Aproveite todas as oportunidades possíveis para mostrar o seu conhecimento técnico através de uma linguagem simples. Desta maneira o paciente se sente mais seguro.

Por último e tão importante quanto, ela também ressalta que a equipe é fundamental para o funcionamento do negócio. A secretária, por exemplo, é o cartão de visitas do consultório. Precisa ser gentil, sorrir e estar sempre disposta a ajudar o paciente no que for possível.

“Um bom dentista cercado de uma equipe desmotivada dificilmente vencerá uma partida, mas apoiado por um time empenhado em fazer dar certo ganhará o torneio!”, finaliza.

E aí? Qual profissional você quer ser?

Publicado por FGM Interativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *