dicas alimentos sorriso clareamento

Café, refrigerante, bebidas alcoólicas e cigarro podem escurecer os dentes

Pacientes que fumam precisam largar o cigarro antes de fazer clareamento.

Veja dicas de procedimentos e cuidados que podem clarear o seu sorriso:

Ter o sorriso bonito, com os dentes brancos e alinhados, é vontade de praticamente todo mundo. Por isso, é importante tomar cuidados com maus hábitos de saúde e também com a alimentação.

Segundo o ortodontista Gustavo Bastos, pessoas que fumam, não escovam os dentes do jeito correto e bebem álcool ou bebidas como café, refrigerante e suco de uva podem ter os dentes escurecidos em longo prazo.

Para tratar esse problema, existem diversas técnicas de clareamento. No entanto, pessoas que fumam ou bebem devem evitar clarear os dentes porque o procedimento pode potencializar ainda mais as conseqüências dos maus hábitos e causar a corrosão da gengiva, por exemplo.

O ideal, nesse caso, é que o paciente pare de fumar, faça uma limpeza e só depois inicie o tratamento. A contra-indicação do clareamento também é dada para mulheres grávidas que devem evitar produtos tóxicos durante a gestação e também durante a amamentação.

Para quem não está em nenhum dos grupos acima e quer clarear os dentes, é importante fechar um orçamento antes com o dentista. Alguns profissionais fazem clareamento no consultório e complementam com o uso de gel, o que pode aumentar ainda mais o valor. Por ser um tratamento estético, não é oferecido na rede pública.
Segundo a implantodontista Patrícia Radaic, o clareamento é um procedimento seguro e não deixa os dentes enfraquecidos. O que pode acontecer é uma sensibilidade ou até problemas na raiz, caso o produto entre em contato com essa região.

Algumas pessoas utilizam pastas de dentes e enxaguantes bucais vendidos em farmácia com substâncias para clarear os dentes, mas é importante saber que esses produtos não são tão eficientes quanto os procedimentos feitos no consultório porque têm menor concentração. Produtos em gel podem ser usados, no máximo, por 10 dias para evitar a hipersensibilidade dos dentes e o surgimento de aftas.

Esses produtos em gel também são usados nos consultórios de dentistas, mas com maior concentração. Eles são aplicados com cuidado para não tocar a gengiva e a técnica dura, geralmente, de 45 minutos a 1 hora. Quanto mais jovem for a pessoa, mais rápido se chega ao resultado ideal no sorriso.

Já o laser potencializa o efeito do gel clareador e, em apenas uma semana, o paciente já sente a diferença na cor dos dentes. No entanto, se mal aplicado, o laser pode queimar a gengiva e aumentar a sensibilidade. Segundo a implantodontista Patrícia Radaic, a luz do aparelho deve ser desligada e ligada novamente a cada 3 minutos. Caso a pessoa sinta dores durante a técnica, ela pode tomar antiinflamatórios.

Fonte: G1

Publicado por FGM Interativa

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *