dentistaaa

ARTIGO: Quanto vale o seu trabalho ?

Por Marcelo Alves, C.D., MBA.

Não confunda valor de trabalho com preço de trabalho…

O profissional de Odontologia é um técnico brilhante com qualidades únicas de precisão, diagnóstico e arte. Muitas vezes escutamos de nossos pacientes frases como: “Doutor(a), você é um artista!”.

Esse é o valor que o paciente dá ao nosso trabalho, mas infelizmente poucos profissionais tem a habilidade de transformar este valor em preço. Para isso existe técnica: somente precisamos obter algumas informações para direcionarmos o processo. E esta é a outra dificuldade, pois poucos profissionais tem estas informações.

No ano passado, durante nossos cursos de imersão no projeto “Foco Estratégico”, os alunos respondiam questionários com o objetivo de adequarmos o curso à realidade dos alunos. Dois dados muito importantes saltaram aos nossos olhos: 52% dos alunos não conheciam os números de faturamento e 67% não conheciam o custo do seu trabalho.

Os dois pontos mais importantes para precificação são o cálculo de custo e o cálculo da demanda deste produto ou serviço no consultório. Ou seja, ninguém consegue afirmar se um preço é alto ou baixo sem conhecer seus números.

Quando não se conhece números, baliza-se de uma forma errada gerando comportamentos equivocados. Muitos profissionais, para “aumentar” seus lucros, investem em materiais odontológicos de baixa qualidade ou com cotações intermináveis. Para fins de exemplificação fizemos uma listagem e cotamos em 3 dentais que apresentam serviços online. Sempre os mesmos produtos e as respectivas marcas comerciais. A diferença entre a mais cara e a mais barata era de 2% no valor total do montante. Em uma compra de R$567,00, a diferença era de R$11,37. O processo demorou 40 minutos.

Investir 40 minutos em retorno de pacientes, melhor atendimento, confirmação de consultas e captação de clientes pode trazer um retorno institucional e financeiro mais importante para a clínica – e valorizado pelo cliente. Isso é criar e aumentar o valor dos seus serviços percebidos pelo cliente.

Portanto, os profissionais que relatam a insatisfação com os preços pagos pelo cliente, franquias ou empresas do setor odontológico devem primeiro avaliar seu custo para saber exatamente onde ele deve ser alterado e se a mudança será benéfica. A resposta é obtida facilmente nos primeiros momentos, baseados em índices de fechamento de tratamentos baseados em consultas iniciais ou também pelo valor médio dos procedimentos baseados na quantidade de horas trabalhadas.

Neste momento você saberá exatamente quanto vale o seu trabalho. O próprio cliente nos dá a resposta.

Vamos conversar sobre isso no CIOSP? Aguardo vocês!

Publicado por FGM Interativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *