gestão

ARTIGO: Ferramentas de Gestão ou Marketing

Por Dr. Marcelo Alves, C.D., MBA.

Dr. Marcelo Alves

Dr. Marcelo Alves

O mercado odontológico é um meio de profissionais com qualidades únicas como sua precisão cirúrgica, o cuidado com o diagnóstico e até a habilidade na hora de moldar o sorriso perfeito. Porém, é um mercado que possui características básicas que precisam ser mudadas.

Uma delas é a forma que os odontologistas trabalham a gestão de seus consultórios.

Mas, qual é a solução? Simples… Por meio de informações básicas que sejam fáceis para o dentista compreender no seu dia a dia. Agindo dessa maneira, aos poucos, os profissionais vão melhorando as suas performances em gestão e evoluindo gradualmente no mercado.

Pense da seguinte maneira: se colocarmos uma ferramenta de difícil manuseio na mão do dentista, o que vai acontecer? Ele vai falar: “por onde começo?”. É preciso ensinar detalhadamente para que esses profissionais – mais que capacitados – possam entender como funciona um eficiente sistema de gerenciamento.

Se o profissional de Odontologia conseguir fazer essas alterações no seu programa de gestão desde o início vai perceber que dá resultado. O que acontece depois? Bom, consequentemente, esse mesmo profissional irá se motivar para buscar e aplicar à sua rotina as melhorias necessárias.

Mas como posso começar? Seguem duas dicas simples para iniciar a melhora da sua gestão que vão ajudar e muito no consultório:

– Primeiro: comece pequeno, mas pense grande.
– Segundo: anote seus custos e faturamento. Determine sua taxa de lucro. Analise o quanto tem que faturar por hora de trabalho.

A partir daí, o dentista já tem uma ideia do básico de gestão como quanto o tratamento vai custar, quanto o profissional tem disponível para pagar suas contas, qual é o seu lucro e se existe lucro.

Sabendo exatamente como se localizar dentro desse mundo de finanças na vida, o profissional de Odontologia pode planejar estrategicamente o seu negócio. E esse planejamento é mais do que essencial! Já que não há como planejar sem ter uma boa base financeira.

Saber por onde começa é isso. Entender quais são seus custos e o seu faturamento. Depois, tudo começa a ser desenvolvido. Caso o cirurgião-dentista pense em desenvolver algo futuro, sem ter essa noção básica de conceitos, o projeto infelizmente estará fadado ao insucesso. Por isso, fique atento. Faça seu planejamento e busque o melhor resultado possível.

Publicado por FGM Interativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *