habitos perigosos dentes

7 hábitos comuns que podem ser perigosos para os dentes

Você sabia que existem costumes corriqueiros que são extremamente prejudiciais para a saúde bucal? O cirurgião-dentista Rogério Pavan cita alguns e explica quais as consequências destes hábitos aparentemente inofensivos:

Palitar os dentes – Após as refeições, é muito comum o uso do palito de dente para remover os restos alimentares. Porém, muita gente usa o palito de forma errada e não sabe; é comum as pessoas enfiarem o palito entre os dentes, fazendo um tipo de alavanca, e isso acaba comprimindo a papila gengival, o que predispõe a retração óssea e da gengiva, além da possibilidade de criar mobilidade nos dentes. O palito deve ser usado delicadamente, ele deve ser passado suavemente sobre os tecidos, a fim de remover resíduos superficiais. Limpar entre os dentes é papel do fio dental e não do palito.

Morder tampa de caneta – Aquela mania, aparentemente inofensiva, de morder a tampinha da caneta na aula ou no trabalho, pode levar à erosão dos dentes. As pessoas têm o hábito de morder sempre na mesma região e, com isso, pode ocorrer um desgaste irregular dos dentes. Além disso, a utilização da boca fora do seu contexto normal pode gerar distúrbios articulares, resultando em dores na região do ouvido que, em médio prazo, podem trazer um desequilíbrio para coluna vertebral.

Abrir garrafas com os dentes - Este hábito pode levar à fratura dos dentes. O resultado varia de acordo com o nível do estrago causado no dente, mas vai desde uma simples restauração a um implante dentário.

Roer as unhas – Neste caso, a situação é a mesma que o morder da tampa da caneta; com o agravante de que, devido ao grande acúmulo de resíduos e bactérias embaixo das unhas, o hábito de roer – além de estragar os dentes e as unhas – pode trazer infecções para o organismo.

Tomar café e vinho – Substâncias corantes podem pigmentar a superfície do esmalte dos dentes. O risco aumenta caso eles apresentem alguma irregularidade, pois pequenas partículas podem ficar retidas e se transformar em manchas. Outra situação muito comum ocorre na borda de restaurações de resinas, onde microscopicamente temos um degrau que favorece o surgimento de manchas. É importante salientar que o café é pior, não por sua cor, mas por sua temperatura. O dente sempre reage ao quente e também ao frio, aumentando a camada de dentina que na sua essência é amarelada. Portanto, uma grande quantidade de café e chá, além de bebidas muitos quentes ou muito geladas, deixam os dentes mais amarelados.

Usar água oxigenada ou bicarbonato para clarear os dentes - É comum que muitas pessoas tentem clarear os dentes com métodos caseiros, mas eles podem ser perigosos. Para clarear os dentes, a água oxigenada deve estar em uma concentração muito elevada, por isso ela passa a ser erosiva para os tecidos gengivais, o que pode gerar ulcerações ou mesmo retração gengival. O uso do bicarbonato pode tornar a superfície dos dentes ainda mais rugosa, aumentando a retenção da placa bacteriana. Inicialmente o dente irá clarear, mas com o passar do tempo terá muito mais facilidade de ficar manchado e escuro. Por isso, é melhor não arriscar! Consulte o seu dentista.

Morder alimentos duros – Neste caso, o risco está na fratura. Não é pelo fato de os dentes serem muito resistentes que devemos abusar da sua força mordendo balas duras, gelo ou ossos de galinha, por exemplo. Em muitas situações, os dentes se quebram por ‘apertamento’ ou bruxismo. Morder coisas duras aumenta as chances de perder os dentes precocemente. Nossos dentes são ferramentas maravilhosas que não servem apenas para mastigar ou morder as coisas. O tempo estimado de mastigação fica em torno de duas horas por dia. No restante do tempo, os dentes são os pilares que mantém o espaço adequado para a língua, a fim de proporcionar uma melhor eficiência respiratória. Fraturas ou perdas dentárias podem gerar disfunções importantes. Além disso, existe uma relação muito íntima entre os dentes e a postura da coluna vertebral. Uma simples restauração inadequada ou um dente quebrado pode, em longo prazo, trazer desequilíbrios para todo o corpo.

(Via Yahoo Mulher)

Publicado por FGM Interativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *