Restauração direta de dente anterior acometido por trauma

Fábio Sene
- Especialista, Mestre e Doutor em Dentística Restauradora (FOB/USP-SP); - Doutorado Sanduíche em Dentística Restauradora (FOB/USP-SP e University Of Missoury/School of Dentistry-EUA); - Residência em Biomateriais (University Of Missoury/School of Dentistry-EUA); - Pesquisador Associado (Kansas University/Department of Bioengineering-EUA); - Especialista em Periodontia e Prótese; - Professor Adjunto do Departamento de Odontologia Restauradora (UEL-PR); - Professor do Mestrado em Clínica Odontológica (UEL-PR); - Diretor do Instituto Sene de Odontologia – Cursos de Aperfeiçoamento e Imersão em Odontologia.

Paciente do gênero masculino, 32 anos de idade.

A QUEIXA

Fratura do dente 21 devido a um trauma local.

ASPECTO INICIAL

Fratura coronal do dente 21 envolvendo esmalte e dentina.


 

O EXAME CLÍNICO/RADIOGRÁFICO

O dente 21 apresentava-se tratado endodonticamente. O trauma não causou danos aos tecidos circunjacentes ao dente, contudo notava-se a ampla fratura e o escurecimento do remanescente dental.

 

O TRATAMENTO

Como o remanescente dental apresentava ampla fratura e necessitava de reforço, optou-se pela instalação de um pino intraradicular em fibra de vidro – White Post (FGM). Com a devida ancoragem, fez-se um preparo do remanescente dental visando abordagem restauradora direta com resina composta Opallis (FGM).