Onlay de Opallis (FGM) utilizando adesivo universal – Uma alternativa simples para reabilitar dentes posteriores

Carlos Francci e Guilherme Garone
Carlos Francci - Graduado em Odontologia (FOUSP-SP); - Mestre, Doutor e Livre Docente em Materiais Dentários (FOUSP-SP); - Professor Assistente do Departamento de Materiais Dentários (FOUSP-SP); - Coordenador de Cursos de Especialização e Atualização em Dentística (EAP APCD Central e EAP ABO Pouso Alegre-MG); - Coordenador do Curso de Atualização de Dentística (FUNDECTO-USP); - Coordenador do GFree (Grupo Francci de Estudos em Estética).Guilherme M. Garone - Mestre em Dentística (FOUSP-SP); - Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial (FUNDECTO/USP-SP); - Professor das disciplinas de Biomateriais Odontológicos, Dentística Operatória e Dentística Restauradora (Unicid-SP); - Professor Coordenador do Curso Soluções Estéticas em dentes anteriores e posteriores (CETAO-SP); - Professor Coordenador do Curso de Especialização em Dentística Estética (Unicid-SP); - Professor do Curso de Dentística Estética (IDENT/Maceió-AL).

Paciente do gênero feminino, 52 anos de idade.

A QUEIXA

Dente fraturado.

ASPECTO INICIAL

Destruição coronária extensa do dente 45 envolvendo a cúspide vestibular, de trabalho, alcançando a câmara pulpar.


 

INTRODUÇÃO

As resinas compostas polimerizadas em condições ideais dentro do próprio consultório podem ser utilizadas como uma alternativa do clínico para as onlays cerâmicas e restaurações de resina composta de laboratório. Apresentam uma série de vantagens, entre elas a rapidez e o menor custo por serem confeccionadas em âmbito de consultório, não requerem nenhum equipamento especial, são de fácil e rápida execução; além das vantagens técnicas de melhor polimento, melhor grau de polimerização, maior estabilidade de cor, e bom vedamento marginal. A realização da técnica associada ao uso de um adesivo universal leva maior praticidade e versatilidade ao profissional.

 

O EXAME CLÍNICO/RADIOGRÁFICO

Boa saúde bucal geral, apresentando fratura do dente 45 com comprometimento pulpar e ausência de lesão periapical.

 

O TRATAMENTO

Após a remoção da lesão cariosa, acesso e tratamento endodôntico, foi planejada uma reconstrução com uso de pino de fibra de vidro – White Post (FGM) e a cimentação de uma restauração indireta confeccionada com resina composta Opallis (FGM). O objetivo foi preservar ao máximo tecido dental sadio, utilizando-se assim uma técnica minimamente invasiva e de baixo custo.