Clareamento de dentes vitais com moldeiras individualizadas e peróxido de carbamida a 16%: uma opção segura e eficaz

Maristela Lobo e Mariana Ematné Hirata
Maristela Lobo - Mestre em Odontologia e Doutora em Clínica Odontológica (FOP/UNICAMP-SP); - Especialista em Periodontia (EAP APCD); - Professora dos Cursos de Pós-Graduação em Odontologia Estética e Especialização em Implantodontia (SENAC-SP).Mariana Ematné Hirata - Especialista em Dentística; - Professora do Curso de Aperfeiçoamento em Odontologia Estética Multidisciplinar (APCD Regional Americana-SP).

Paciente do gênero feminino, 24 anos de idade.

A QUEIXA

Dentes amarelados.

ASPECTO INICIAL

Dentes de cor amarelada bastante saturada e mancha visível no dente 21.


 

O EXAME CLÍNICO/RADIOGRÁFICO

Embora houvesse queixa de sensibilidade ao frio de forma generalizada nos dentes, estes apresentavam-se saudáveis, bem como os tecidos circunjacentes. Os dentes exibiam coloração A3 nos terços médio e cervical e A2 no terço incisal. Os caninos, com maior nível de saturação, apresentavam-se na cor A3,5.

 

O TRATAMENTO

Optou-se pelo clareamento caseiro supervisionado com peróxido de carbamida a 16% Whiteness Perfect (FGM) durante 14 dias, com uma jornada de uso de 2 horas diárias consecutivas.