Clareamento de dente tratado endodonticamente

Alberth D. Correa Medina, Silvia Ivonne Pinto Zegarra e Sergio Hernandez Raffo
Alberth D. Correa Medina - Especialista em Odontologia Restauradora e Estética (UFRGS-RS); - Pós-Doutorado em Materiais Dentários (UNICAMP-SP); - Professor da Pós-Graduação em Odontologia Estética e Reabilitação Oral da Universidade Científica do Sul (Lima-Peru); - Professor de Pós-Graduação da Universidade Peruana de Ciências Aplicadas (Lima-Peru).Silvia Ivonne Pinto Zegarra - Mestre em Docência Universitária e Investigação Científica da Universidade Andina do Cusco (Cusco-Peru); - Residente do segundo ano de Odontologia Estética e Restauradora da Universidad Científica del Sur (Lima-Peru);Sergio Hernandez Raffo - Residente do segundo ano de Odontologia Estética e Restauradora da Universidad Científica del Sur (Lima-Peru);
peru   Caso clínico realizado no Peru.

 

Paciente do gênero feminino, 45 anos de idade.

A QUEIXA

Incisivo central escurecido.

ASPECTO INICIAL

Dente 11 escurecido e sem alterações de tecidos adjacentes.


 

O EXAME CLÍNICO/RADIOGRÁFICO

Dente não vital, com aspecto de normalidade radiográfica e clínica. A discromia era evidente, gerando um problema estético importante.

 

O TRATAMENTO

Foi realizado clareamento interno durante 15 dias, trocando-se o curativo a cada 3 dias.