Buscando um sorriso natural – clareamento dental sob a técnica mista

Jorge Eustáquio, Illana Pais Tenório e Nicolle Vaz de Almeida Nepomuceno
Jorge Eustáquio - Mestre em Dentística (São Leopoldo Mandic –SP); - Professor dos Cursos de Especialização e Aperfeiçoamento em Dentística (ABO Maceió–AL).Illana Pais Tenório - Mestranda em Dentística (UnG– SP); - Professora dos Cursos de Especialização e Aperfeiçoamento em Dentística (ABO Maceió-AL).Nicolle Vaz de Almeida Nepomuceno - Graduada em Odontologia (Centro Universitário Cesmac/Maceió-AL); - Aluna do Curso de Aperfeiçoamento em Dentística Estética Direta (ABO Maceió-AL).

Paciente do gênero feminino, 24 anos de idade.

A QUEIXA

Dentes um pouco amarelados, principalmente os caninos.

ASPECTO INICIAL

Dentes apresentando coloração relativamente clara, exceto pelos caninos de coloração A3.


 

O EXAME CLÍNICO/RADIOGRÁFICO

Condição bucal saudável, sem necessidade de intervenção prévia ao clareamento. Os dentes 13 e 23 apresentavam-se com coloração amarela mais saturada que os demais dentes, com diferença significativa de tons.

 

O TRATAMENTO

Embora os outros dentes já se apresentassem claros (cor A1), foi indicado clareamento dental para homogeneizar a cor do sorriso. Inicialmente fez-se uma sessão de clareamento em consultório, associado a duas semanas de clareamento caseiro supervisionado e, em seguida, mais uma sessão de clareamento em consultório.