Pino de fibra e cimento tipo core: protocolo clínico

Doutor Filipe Cardoso, Doutor Paulo Henrique Fagundes, Doutor Leonardo Muniz
Filipe Cardoso: professor dos cursos de estética ABO-BA e Instituto Prime-BA / Paulo Henrique Fagundes: professor dos cursos de estética ABO-BA e Instituto Prime / pós-graduando em prótese dentária pelo Instituto Prime / Leonardo Muniz: Professor de Clínica Integrada - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP), consultor científica das Revistas Dental Press de Estética, Full Dentistry Science e Visión Estética, coordenador de cursos de estética na ABO-BA e Instituto Prime e autor do livro "Reabilitação estética em dentes tratados endodonticamente. Pinos de fibra e possibilidades clínicas conservadoras" / especialista em endodontia - FO-UFBA / mestre em Clínica Odontológica - Faculdade de Odontologia da Universidade Federal da Bahia - FO-UFBA

A busca por procedimentos estéticos seguros e simplificados representa uma constante na Odontologia. Neste contexto, o desenvolvimento de pinos de fibra com desenhos mais compatíveis com o canal radicular, assim como de cimentos com maior resistência e possibilidade também de construir o núcleo representa avanços importantes para a reabilitação de dentes tratados endodonticamente. Considerando o desenho, os pinos de fibra com dupla conicidade (Whitepost DC – FGM, entre outros) e com dupla conicidade reforçada (Whitepost DCE, FGM) possibilitaram uma melhor adaptação ao canal radicular e, ao mesmo tempo, um menor desgaste apical. Na cimentação destes pinos, tem sido observada uma crescente utilização de cimentos tipo “core” que possibilitaram a simplificação do procedimento, uma vez que também permitem a confecção do núcleo estético. Neste caso clínico será apresentado o protocolo para a cimentação de pinos de fibra e construção de núcleo estético com cimento resinoso tipo “core”.

Acesse o vídeo completo contendo o passo a passo deste caso clínico emwww.leonardomunizodontologia.com.brwww.facebook.com/leonardomunizodontologia