Implante imediato com carga imediata utilizando Sistema Arcsys

Dr. Rafael Cury Cecato
Dr. Rafael Cury Cecato
Graduado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), Curitiba, PR. Especialista em Periodontia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), Curitiba, PR. Mestrando em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC-SC), Florianópolis, SC.

INTRODUÇÃO

 

Relato de caso

Queixa principal: fratura do dente 25.

Características do paciente: idade:  42 anos; sexo: masculino; etnia: leucodermo.

Anamnese: Paciente mostrou boas condições de saúde, portanto apto ao tratamento reabilitador.

Exame clínico: Paciente apresentou boa saúde bucal. O dente 25 apresentou fratura infraóssea da cúspide V. Segundo o paciente, havia ocorrido há 03 dias.

Exame clínico/radiográfico/tomográfico: A região apresentou ótimas condições para receber o implante imediato após exodontia.

Planejamento: Exodontia minimamente invasiva, instalação de implante dentário imediato (Sistema Arcsys – FGM-Brasil), e provisória sobre implante imediata (carga imediata).

 

Relato do caso:

Paciente com 42 anos, sexo masculino, leucodermo, apresentou-se na clínica odontológica privada com queixa principal de fratura do dente 25. Na anamnese, mostrou boas condições de saúde, estando portanto apto ao tratamento reabilitador. O planejamento consistiu em exodontia do dente 25 minimamente traumática, instalação de implante imediato e carga imediata, para posterior confecção da prótese final em porcelana cimentada sob munhão angulável.

O Sistema de Implantes Arcsys (FGM – Brasil) foi utilizado para simplificar e otimizar a resolução protética, de maneira que a angulação e o posicionamento do componente protético seja o mais próxima do ideal e facilite a confecção da prótese, com completa harmonia estética, função e saúde ao paciente.

Após a exodontia, foi instalado 01 implante com dimensões 3.8 X 13mm. A perfuração foi realizada com as fresas FGM ᴓ2.9 (no comprimento total de instalação – 15mm) e ᴓ3.4 (no comprimento de 2/3 do total – 10mm). Tal técnica de fresagem teve o objetivo de garantir melhor compactação de tecido ósseo na porção apical e consequentemente melhor estabilidade primária, já que o intuito seria de carga imediata.

Instalado o implante com ótimo torque final (60 N/cm), protegeu-se o cone interno do implante com o Cicatrizador Multifuncional e preencheu-se o gap com biomaterial de substituição óssea sintético – hidroxiapatita e β-TCP – Nanosynt (FGM – Brasil).

Após o preenchimento, uma prótese provisória foi confeccionada sobre um Cicatrizador Multifuncional. Importante ressaltar que este é confeccionado em PEEK (poliéter-éter-cetona) biocompatível, permitindo sua personalização e captura com resina acrílica (auto e/ou fotopolimerizável). O paciente foi então orientado com as recomendações pós-operatórias e dispensado.

Após 60 dias, o provisório foi removido para escolha e ativação do componente final. Optou-se por um munhão angulável 4.2X4mm com transmucoso de 2,5mm. Este teve seu posicionamento customizado (angulado) de acordo com a ótima posição protética requerida, atributo exclusivo do Sistema de Implantes Arcsys (FGM – Brasil). Nesta mesma sessão, para refinar o condicionamento tecidual peri-implantar, foi confeccionada uma nova coroa provisória sob um Transferente Multifuncional, pois este é também disponibilizado em PEEK, portanto também passível de captura e reembasamento com resina acrílica (auto e/ou fotopolimerizável).

A moldagem de transferência do componente protético foi feita com o mesmo Transferente Multifuncional em PEEK. Para fiel cópia do condicionamento tecidual, utilizou-se Top Dam (FGM-Brasil) imediatamente após remoção da coroa provisória e adaptação do transferente.

Para instalação da coroa final em porcelana (dissilicato de lítio), sua infraestrutura foi condicionada com ácido fosfórico 5% (Condac Porcelana 5% – FGM-Brasil) e silanizada com Prosil (FGM-Brasil). O munhão foi limpo com pedra-pomes/água e preparado para cimentação adesiva com Ambar Universal (FGM – Brasil). A cimentação foi realizada com cimento resinoso Allcem (FGM-Brasil), com extremo cuidado para não extravasar excesso nos tecidos peri-implantares.