Efeito da catalase sobre a força de união adesiva de dentes bovinos expostos ao peróxido de carbamida a 10%

Arantes, A.C., Abboud, M.C, Freire, A., Westphalen, V.P.D., Deonizio, M.D., Borsato, K.et al.

Resumo:
 
OBJETIVOS: Verificar a força necessária para romper restaurações classe IV em dentes bovinos clareados com peróxido de carbamida a 10%, tratados ou não com catalase.
MATERIAL E MÉTODOS: Foram selecionados trinta dentes bovinos intactos, submetidos à limpeza e desgastes nas superfícies: incisal (3 mm), mesial e distal, medindo 10 mm de comprimento e 4 mm de espessura e armazenados em soro fisiológico estéril. Os corpos de prova foram moldados para a confecção das moldeiras individuais de clareamento e divididos em três grupos. O grupo 1 foi clareado e restaurado imediatamente; o grupo 2 foi clareado, tratado com a catalase e, em seguida, restaurado; grupo 3 foi somente restaurado (grupo controle). Os corpos de prova foram incluídos em resina acrílica e o teste de tração foi realizado na máquina de ensaio universal EMIC. RESULTADOS: Não houve diferenças estatisticamente significantes entre os grupos 2 e 3; houve diferença significantemente superior de ambos com o grupo 1. CONCLUSÃO: A utilização da enzima catalase aumenta a força necessária para quebrar as restaurações realizadas após clareamento com peróxido de carbamida a 10%.
 
Referência:
 
Arantes, A.C., Abboud, M.C, Freire, A., Westphalen, V.P.D., Deonizio, M.D., Borsato, K.et al. Efeito da catalase sobre a força de união adesiva de dentes bovinos expostos ao peróxido de carbamida a 10%. Rev. de Clín. Pesq. Odontol, 2005 jul/set 2.(1):47-49