DETALHES QUE FAZEM A DIFERENÇA NA HARMONIZAÇÃO DENTAL COM LAMINADOS CERÂMICOS.

Albano Luis Bueno.

SEXO E IDADE DO(A) PACIENTE:

Feminino, 21 anos de idade.

 

QUEIXA PRINCIPAL:

Dentes com discrepância de forma e tamanho.

 

AVALIAÇÃO CLÍNICA/RADIOGRÁFICA INICIAL:

Os dentes apresentavam-se saudáveis, porém ligeiramente desproporcionais em tamanho, com incisivos laterais (12 e 22) relativamente pequenos.

 

TRATAMENTO EXECUTADO:

Para adicionar volume aos dentes, foram propostos laminados cerâmicos de canino a canino (13 a 23). Como a necessidade era de adição de estrutura, os preparos se restringiram a pequenas adequações estruturais para facilitar a inserção dos laminados.

 

“Em diversas situações os laminados cerâmicos permitem transformações estéticas bastante significativas através de preparos pouco invasivos, o que resulta em peças cerâmicas extremamente finas. ALLCEM VENEER APS é capaz de oferecer o devido suporte e adesão à estas peças tão delicadas, integrando-as aos dentes de forma segura e natural.”

 

BIBLIOGRAFIA:

 

– MAGNE, P.; BELSER, U. Restaurações adesivas de porcelana na dentição anterior: uma abordagem biomimética. São Paulo: Quintessence, 2003.

– RUFENACHT, C. R. Princípios da integração estética. São Paulo: Quintessence, 2003.

– WEISS, R. V.; RIBEIRO, N. R.; LOGUERCIO, A. D. Faceta direta de resina em coroa metaloplástica: avaliação de 1 ano. Rev Ibero-am Odont Est e Dent, v. 5, n. 18, p. 217- 223, 2006.