Avaliação das alterações estruturais em esmalte submetido ao clareamento com peróxido de hidrogênio a 35%

Castello, R.R. & Monnerat, A.F.

Resumo:
O objetivo do presente estudo foi avaliar as alterações morfológicas na estrutura de esmalte submetido a tratamento clareador com peróxido de hidrogênio a 35% em duas formas comerciais (Whiteness HP FGM® e farmácia de manipulação PhD), sob análise de microscopia eletrônica de varredura. Foram selecionados 15 dentes pré-molares humanos hígidos, recém extraídos por indicação ortodôntica. Os dentes foram divididos aleatoriamente em três grupos de cinco elementos sendo cortados nos 2/3 radiculares no sentido horizontal e seccionados em suas coroas no sentido mésiodistal, separando-os em fragmentos vestibulares e linguais. Os fragmentos vestibulares e linguais foram submetidos ao tratamento clareador com HP e PhD nas porções distal-vestibular e distal-lingual, respectivamente, e as porções mesio-vestibular e mesial-lingual corresponderam ao controle da amostra.
Os grupos receberam 5, 10 e 15 aplicações dos agentes clareadores respectivos. Depois de concluída a seqüência operatória, os fragmentos vestibulares e linguais foram novamente seccionados no sentido vestíbulo-lingual e lixados numa politriz , para obtenção de uma amostra completamente lisa. Na seqüência foi aplicado ácido ortofosfórico a 37% por 30 segundos, seguido de lavagem por 60 segundos e secagem com leves jatos de ar por 15 segundos, com o objetivo de remover a camada de Smear layer. Posteriormente foram preparados para leitura em microscópio eletrônico de varredura. O critério para análise baseou-se na classificação das alterações estruturais em esmalte, a saber: superfície interna: erosão; superfície externa: porosidade por meio de escores.
As alterações estruturais obtidas por meio da microscopia eletrônica de varredura foram avaliadas e classificadas através de uma comparação em um mesmo elemento dentário, das porções que receberam o tratamento clareador com o número de aplicações específico. Os dados foram submetidos à análise estatística através do programa SPSS 10.0 Para o agente clareador Whiteness HP FGM®, os resultados mostraram ausência de alterações estruturais, de erosão e porosidade, quando não se excedeu o tempo de aplicação recomendado pelo fabricante. Quando se excedeu o tempo de aplicação, observou-se um leve aumento no padrão de alteração estrutural, porém não apresentaram significância estatística. Para o agente clareador de farmácia de manipulação (PhD) os resultados mostraram presença de alterações estruturais no esmalte em todas as aplicações do agente clareador. Na medida em que se aumentou o tempo de exposição ao agente clareador, o padrão de alteração estrutural foi crescendo. Estas alterações estruturais, de erosão e porosidade foram estatisticamente significantes. A ausência de alterações ou alterações leves, observadas no grupo Whiteness HP FGM® se devem ao que seu pH alcalino. A presença de alterações leves, moderadas, avançadas ou avançadas apresentadas no grupo de farmácia de manipulação (PhD), podem ser atribuídas ao pH ácido do agente clareador.

 

CONCLUSÕES
1. O agente clareador FGM apresentou leves alterações estruturais, de erosão e porosidade, quando o número de aplicações excedeu o tempo de dosagem do agente clareador, considerando este resultado estatisticamente sem significância.
2. O agente clareador PhD apresentou os maiores valores para as alterações estruturais, de erosão e porosidade , com diferença estisticamente significantes, considerando o número de aplicações do agente clareador.
3. O agente clareador PhD apresentou alterações estruturais mais evidentes, de erosão e de porosidade, com diferença estatisticamente significante , quando comparado ao agente clareador FGM.

 

Referência:
Castello, R.R. & Monnerat, A.F. Avaliação das alterações estruturais em esmalte submetido ao clareamento com peróxido de hidrogênio a 35. Rev. Bras odontol 2004:61(3/4)160-164